pose de estátua

                           

 

 

 

 

                                                    pose de estátua 

                                                                                            

                                                                                                    

                                                    POSE DE ESTÁTUA

   

   ao pé de ti Pessoa

   e a Mensagem

   não igualam nem à toa

   a sombra da tua imagem

  

   és auréola da beleza

   escondida em teu jardim

   coberta com a certeza

   de te esconderes de mim

  

   és enigma perfeito

   por existires sempre escondida

   excepto no meu peito

   onde corres como a vida

  

   és pose de estátua

   ao fundo do teu jardim

   fixação da minha mágoa

   por te esconderes de mim

   

   és sombra oculta ao longe

   enformada em pedra alva

   encantada sempre foste

   até um dia seres salva

 

                                         Oirégor       
                                                                                             
                                                            
                                                                                                   
                                
                               

Anúncios

já não

 

nau à vela

 

 

JÁ NÃO

 

Já não és a minha estrela,

Já não sou mais o teu Norte,

Já não és a nau à vela,

Já não sou o mar da sooorteeee…

 

Já não és a madrugada,

És agora a noite escura,

Já não és a alvorada,

És agora a tarde impura;

 

Já não sou mais o teu Norte,

Já não és a nau à vela,

Já não sou o mar da sorte,

Já não és a minha estreeelaaaa…

 

Já não és a minha amada,

És agora nuvem sem chuva,

Já não és a minha estrada,

És agora a água turva;

 

Já não és a nau à vela,

Já não sou o mar da sorte,

Já não és a minha estrela,

Já não sou mais o teu Nooorteeee…

 

Já não sou o teu amor,

Já não és mais a viagem,

Já sou outro com mais dor,

Já és névoa e miragem;

 

Já não sou o mar da sorte,

Já não és a minha estrela,

Já não sou mais o teu Norte,

Já não és a nau à veeelaaaa…

 

Já não és a minha vida,

Já não sou mais o teu cantor,

És agora a despedida,

A minha dor em tom maior;

 

Já não és a minha estrela,

Já não sou mais o teu Norte,

Já não és a nau à vela,

Já não sou o mar da sooorteeeee…

 

Oirégor